08/12/2012
IMMA Lobinhos - Etapa A-3

 

No sábado à tarde os Lobinhos cumpriram mais uma etapa da IMMA na sede escoteira.

Naquela tarde quente e ensolarada a Akelá Regina levou todos para o patio de baixo, e no gramado que fica na sombra do mato explicou o que é atmosfera, os gases que a cercam, e a importância do equilíblio desses gases para a manutenção da vida na terra.

Os Lobinhos, atentos e muito curiosos, fizeram várias perguntas, o que demonstrou o grande interesse, não somente pela etapa da IMMA, mas de tudo aquilo que estava sendo explicado (veja texto completo abaixo).

No final foi aplicado um jogo das "arvores e as moléculas de dioxido de carbono", colocando em prática toda a explicação dada anteriormente.

Agora já são duas as etapas da IMMA cumpridas pelos Lobinhos.

Participaram desta etapa:

Alvaro Jarré

Andres Portella Gobbi

Bernardo Becker Guimaraes

Cauã Silva do Prado

Felipe da Costa

Gabriel da Silva Prado

Gabrieli da Rosa

Guilherme Rodrigues Silveira

Henrique Riss de Oliveira

Herik Vasconcelos

Jean Carlos Maia

Joao Pedro Riva Gomes

Joao Vitor Strefling

Julhia Spuldaro Rabuske

Luana Dallagnol

Luiz Vicente Machado Oliveira

Mariane Schneider da Silva

Matheus Gatto Paludo

Matheus Zart da Silva

Rafaela Gisch

Rafael Eitelwein de Oliveira

Samira Pimentel

Vinícius Rodighero

Coordenação

Akelá Regina Sincas

 

 

 

 

ATMOSFERA – vem do grego: atmos: vapor, ar; esfera.

É uma camada de gases que envolve um corpo material que tenha massa.

Os gases são atraídos pela gravidade do corpo e são retidos por um longo período de tempo se a gravidade for alta e a temperatura da atmosfera for baixa.

Alguns planetas consistem principalmente de vários gases e, portanto, têm atmosferas muito profundas (planetas gasosos).

O planeta Plutão, por exemplo, tem uma camada muito grande de nitrogênio, mas, quando o planeta se afasta do calor do sol, essa atmosfera se congela (porque a camada de gases não é suficiente para reter o calor da luz solar e manter espécies como nós com vida).

Já a atmosfera terrestre é uma fina camada de gases presa à Terra pela gravidade (da mesma forma que quando se coloca água no balde e gira rapidamente a água não cai do balde)

Nosso planeta é coberto por camadas de gases, mas possuímos o sol que brilha na terra e nos envia calor. (em função da camada de gases e do reflexo da luz solar neles é que o nosso planeta, visto do espaço, possui a cor azul; isso acontece com outros planetas do sistema solar – já Marte tem uma coloração vermelho-alaranjada em função do óxido de ferro (ferrugem) presente em sua atmosfera. É chamado de planeta vermelho, em função da diferença de gases existentes na sua atmosfera).

Então, o que acontece é que nossa atmosfera possui muitos gases, mas eles não dominam a terra porque o sol fornece calor suficiente.

Por outro lado, a camada de gases que forma a atmosfera terrestre impede que os nocivos raios ultravioletas vindos do sol atinjam os organismos vivos que habitam nosso planeta (por exemplo, os homens).

Ao mesmo tempo, essa camada de gases funciona como um estoque e, se não existisse esse estoque, o oxigênio de que os seres vivos precisam escaparia de nossa atmosfera e a grande maioria das espécies morreria asfixiada (caso semelhante deve ter ocorrido com o planeta Vênus, que possui a atmosfera mais espessa do sistema solar – por isso é o mais brilhante e sua coloração é branca –, mas composta basicamente de dióxido de carbono (96,5% - o restante é de nitrogênio, basicamente). Como a temperatura aumentou muito naquele planeta, acredita-se que todo o hidrogênio (que compõe a água) foi arrastado para o espaço interplanetário pelo vento solar, saindo totalmente do planeta). É o planeta com o maior efeito estufa do sistema solar, chegando a temperaturas de 460º C e sua temperatura é constante (não ocorre o resfriamento entre o dia e a noite, como no nosso planeta).

Assim, o sol brilha na terra e nos fornece calor. Alguns gases atmosféricos são absorvidos pela superfície do nosso planeta e outra parte é devolvida para a atmosfera. O calor do sol é retido pela camada de gases (atmosfera) e isto aquece nosso planeta. Além disso, acontece a redução dos extremos de temperatura entre o dia e a noite. Tudo isso é conhecido como o efeito estufa. Sempre existiu. E é isso que protege a vida na Terra.

Mas, atualmente, a camada de gases do nosso planeta está ficando mais espessa (grossa) por causa da queima de combustíveis fósseis para a geração de energia e também pelo corte de florestas para madeireiras e para a agricultura.

Os gases do efeito estufa são o DIÓXIDO DE CARBONO (CO²), METANO e OXIDO NITROSO.

Se a camada fica mais espessa, a temperatura aumenta. Como resultado disso, o clima do nosso planeta vai mudar.

E o ser humano precisa entender que ele contribui enormemente para que essa mudança climática ocorra. As ações diárias do ser humano estão associadas à emissão de gases relacionados ao efeito estufa.

(DEPOIS DO JOGO):

ATITUDES QUE PODEM SER TOMADAS PARA EVITAR O AQUECIMENTO GLOBAL:

1 – Comprar alimentos produzidos na sua região (economia de combustível).

2 – Comer menos carne vermelha (a criação de bovinos é um dos mais responsáveis pelo efeito estufa, porque os bovinos se alimentam de vegetais e emitem gás metano, capaz de provocar 25 vezes mais efeito estufa do que o CO²).

3 – Comprar papel reciclado.

4 – Trocar lâmpadas incandescentes por fluorescentes (que gastam 60% menos energia, o que economiza 136 quilos de gás carbônico anualmente).

5 – Não deixar seus aparelhos em espera (standby) (essa função utiliza cerca de 15% a 40% da energia consumida durante o uso do aparelho).

6 – Utilize energia solar.

7 – Plante uma árvore (ela absorve uma tonelada de gás carbônico durante sua vida).

Obs.: o CO² (dois átomos de Oxigênio e um de carbono) que é o gás carbônico é essencial à vida do planeta, porque é um composto essencial à fotossíntese (a transformação da energia solar em energia química, que é transmitida a todos por meio da cadeia alimentar). O excesso de sua produção é que é prejudicial ao planeta, porque significa um aumento na capacidade da atmosfera de reter o calor.

 

Voltar