22/04/2017
5ª Jornada Ciclística - Tropeiro Camponez

5ª Ciclo Jornada Carazinho/Passo Fundo (Tropeiro Camponez)

Mais uma vez, o Grupo Escoteiro Cônego Sorg, realizou sua Ciclo Jornada . Foi um belo passeio,  com trajeto de Carazinho a Passo Fundo, até o Tropeiro Camponez, na localidade de Pulador, interior de Passo Fundo.

A saída.

A concentração foi no Trevo do Baixinho, a partir das 7:45 de sábado já tinha gente chegando. Depois de carregadas todas as mochilas, barracas e outras tralhas nas camionetes de apoio e fazer um alongamento e uma oração, saíram as 9 horas em direção a Pulador, interior de Passo Fundo.

Custo da Atividade:

O valor cobrado foi de 65,00 por pessoa, que incluía o almoço de sábado, jantar de sábado e esperado café´da manhã de domingo.

O percurso.

Do trevo nos dirigimos pela estrada velha do Parque da Cidade e fomos costeando os trilhos da viação férrea até a Granja de Marcos Mattioti.  Como  a maioria já está mais acostumada com o trajeto, essa primeira parte foi bem tranquila e logo chegamos neste primeiro destino.

Da granja fomos até o asfalto da BR285. Como não existe mais o pedágio e a Polícia Federal naquele local, a travessia foi feita com muita calma em razão do grande fluxo de veículos. Atravessamos de cinco em cinco bicicletas e depois os carros de apoio. Na entrada da estrada para Pulador a tradicional foto dos participantes.

A próxima parada foi na granja de João Leindecker. Mais um pequeno descanso e água. Da granja do Leindecker até o distrito de Pulador foram feitas algumas paradas menores. Chegando em Pulador, mais uma parada de 10 minutos para descanso.  Nesta parada todos já sabiam, estamos próximos do nosso destino final.

A chegada e almoço.

Chegamos ao Sítio às 13h15min. A Família La Corte já nos esperava com o almoço pronto: Churrasco, arroz, feijão, saladas, cuca, pão, suco de laranja, sobremesa e cafezinho. A fome era grande, o almoço muito bom. Todos estavam muito satisfeitos com aquela mesa farta depois de tamanho esforço. Foram quase 5 horas de pedaladas.

 

Atividades da tarde.

Logo em seguinda, as 14h30min, descemos de carretão, puxado pelo velho CBT, até a trilha que nos levou até o mato para fazermos a tradicional Trilha pela sanga “Molha Bunda”.  Ao chegarmos no ponto inicial da trilha, foi feito uma separação, os seniores seguiram em frente de trator, e os demais seguiram na trilha.  Muitos não entenderam porque a separação, depois  ficou claro, os seniores foram preparar o local para a Passagem dos escoteiros Kauan, Leonardo e Patrick, que não sabiam de nada.

 

Passagem de Escoteiros para o Ramo Sênior

Na metade do caminho da trilha, então foi anunciado pelo Sr Leandro, estava coordenando a trilha e que já tinha combinado com a chefia escoteira, , que alguns teriam que vendar os olhos para as próximas etapas da trilha. Foi então que os três escoteiros, Kauan, Leonardo e Patrick fizeram a sua caminhada de despedida, com os olhos vendados, com os escoteiros que lá estavam.  Com a Chefe Angela eles iniciaram a caminhada e somente neste momento foram avisados do que aconteceria. Depois passando um por um dos escoteiros, chegando até o Chefe Martin, com quem atravessaram um a um uma pinguela. Mais adiante, com o Chefe Pedroso, atravessaram uma ponte, de um tronco de árvore, ainda com os olhos vendados, sendo ali, a sua última aventura como escoteiros.  Seguiram adiante, agora sendo conduzidos pelo Chefe Luan até o Chefe Beto, para iniciarem então seu batismo como Sênior. Chegando até  Chefe Beto, tiveram ainda que enfrentar, mais caminhadas e aventuras com os olhos vendados, rio, barro, rastejamento e lama preta.

Mais depois, escoteiros e seniores juntos fizeram alguns jogos com bola la na baixada da lama preta.

Antes de voltar para a sede do Tropeiro Camponez, o Sr. Leandro contou a todos um pouco da história da Batalha do Pulador. Na seqüência todos voltaram de carretão para o jantar, porque a noite já estava chegando.

Jantar e trilha noturna.

No jantar teve bife, arroz, feijão, polenta frita, saladas, sucos, batata, queijo na chapa etc.
Durante o jantar, teve o bolo para a aniversariante Rafaela Gisch, que mesmo de aniversário fez questão de participar da Jornada.  Parabéns a Rafaela.

Fogo de Conselho.

Desta vez, o fogo de conselho foi realizado mais próximo a sede do Tropeiro Camponez, local liberado pelo Sr Leandro, proprietário do local. 

O tema do fogo de conselho foi "Batalha do Pulador " e baseados nas histórias contadas pelo Sr Leandro a tardinha.  Saíram umas esquetes muito divertidas, e teve também a esquete da Maquina Duplicadora apresentada pela Tropa Sênior. Depois das esquetes e muitas canções, o Fogo de Conselho foi encerrado com a Canção da Despedida.

Caminhada noturna.

Após o Fogo de Conselho, por volta das 22h30 min, a chefia levou a todos para conhecerem o Monumento da Batalha do Pulador, próximo a sede do Tropeiro Camponez, sendo então comentado mais uma vez, sobre a matança ocorrida naquele local.  Após continuaram a caminha, desta vez para o outro lado da sede em direção a Passo Fundo. Em um certo momento, foi feito uma parada e informado que todos deveriam voltar, mas um a um, até o Monumento novamente, desta vez para pegar umas balas deliciosas oferecidas pela chefia. No monumento, as balas eram colocadas pelos Seniores Guston e André, supervisionados pelos chefes Beto e Luan, sendo que os mesmos estavam escondidos. Ocorreram alguns sustos, mas todos voltaram sãos e salvos para local do acampamento.


Silêncio

Depois que chegaram da caminhada noturna, iniciaram então a preparação para dormir.  Após um tempo de conversa fiada todos foram dormir, já muito cansados da intensa atividade do dia.

Alvorada e Café da Manhã.

Logo cedo, as 7 da manhã, chegou de volta de Carazinho, o Alisson, esposo da Chefe Angela que tinha voltado para trabalhar.  Em seguida, o Kico, pai do Guston, também retornou de Carazinho para mais uma vez ajudar no retorno da jornada.  Alguns ainda estavam cansados e o café teve de ser bem reforçado: Café com leite, cuca, bolos diversos, omelete, pães, chimias, salame, fortaia, revirado de feijão, suco de laranja. Foi aquela comilança para repor todas as energias.

O retorno e a chegada

Saímos do Sítio do Tropeiro Camponez por volta das 09:30. Fizemos o percurso inverso, passando pelo Distrito de Pulador, com um breve descando na granja do João Leindeckeer,  até chegar a BR 285, que foi ultrapassada por volta do 11h30min. Breve descanso novamente na granja de Marco Mattiotti. Depois voltamos pela estrada de chão batido até alcançar a estrada velha do Parque da Cidade para, enfim, chegar no Trevo do Baixinho, onde os pais já aguardavam ansiosamente pelo retorno de todos.

 

Fotos na galeria de fotos.

 

 

Umas e Outras da Jornada .....

 

- Antes da saída um escoteiro foi experimentar a famosa bicicleta do Chefe Pedroso, estragou o freio;

- Duas chances para quem acertar qual a Guia que se atrasou de novo : Nat..... ;

- Chefe Pedroso chegando atrasado para a saída, queria rezar de novo;

- Não tinha nem 100 metros, chefe Pedroso já caiu da bicicleta, foi parar e caiu;

- Depois de um certo tempo de pedalada, Guston, bem na frente, parou, olhou para traz, não viu ninguém, voltou, achou que estava muito rápido;

- Chefou Martin levou uma mochila de água;

- Pedido do Gabriel Rohr após a jornada, “ano que vem quero uma mochila igual a do Chefe Martin”;

- André sempre para na parada de ônibus em Pulador para descansar, este ano não deu, tinha abelhas;

- O carro da Chefe Marlene e do Felizardo, parecia um food truck, tinha chimarrão, agua, bolacha, rapadura, carapinha, entre outros..

- Chefe Pedroso reclamava que não ganhava os amendoins da Chefe Marlene, mas estava sempre com as mãos cheias, ficou conhecido como Mão de Padre;

- Chefe Beto andou literalmente  nos trilhos;

- Felizardo levou a Chefe Marlene para conhecer o centro de Pulador;

- Eliseu, pai do Gabriel Rohr pedindo almofada durante  toda  a jornada;

- Várias bicicletas foram consertadas pelo chefe Martin;

- Elias indignado por terem consertado sua bicicleta, teve que continuar pedalando;

- Muita gente de luva de lã, apesar do calor na volta, inclusive Chefe Pedroso;

- Gustavo Bugs olhando as vacas gritou, “fulana”, olha lá tuas parentes;

- Eduarda e Isabela  quase brigaram para pegar a sobremesa, ou era para não pegar ?

- Na passagem para Sênior, Kauan estava com olhos vendados, e chefe Pedroso quando estava o conduzindo, esqueceu de dizer para ele desviar das árvores;

- Na passagem para Sênior, o Kauan não queria atravessar a “banguela”;

- Quando escoteiros e seniores jogavam na baixada da lama preta, apareceu  uma aranha gigante, que parecia um sapo de tão grande;

- Chefia ganhou pinhão assado na brasa no sábado a tarde, que foi juntado pelo Felizardo e Eliseu;

- Chefe Pedroso levou sanduiches para a viagem, e os sanduiches voltaram ilesos;

- Alisson e Kiko, mais uma vez, foram, voltaram para Carazinho trabalhar, e no domingo de manhã estavam lá em Pulador novamente  para ajudar na volta;

- O Sênior Ryan, agora também conhecido como “The Flash”, alguns viram ele em Pulador, a maioria não;

- No jantar de sábado a noite teve até bolo para a Rafaela Gisch, mesmo de aniversário fez questão de ir na Jornada;

- No Fogo de Conselho o tema foi “A Batalha do Pulador”, e foi uma dificuldade para as equipes pronunciar a palavra Pica-pau no plural.  Pica-paus eram os soldados do governo da época;

- Samira e Rafaela levaram um baita susto de galhos se mexendo na caminhada noturna;

- Samira e Rafaela levaram um baita susto de um vaca na caminha noturna, ou seria um boi, ou seria........ ninguém viu direito, estava muito escuro, e de onde apareceu também ninguém viu;

- Chefa Ângela no sábado a noite fez um Arrastão no auditório, tocou todo mundo para dormir;

- Chefe Ângela no final da noite disse, “alvorada as 5h30min”, teve guia a vendo brava acreditou, colocou despertar as 5h25min;

- Tinha uma barraca que parecia uma artilharia da Batalha do Pulador, bombinhas e rojões e tiros de “espera um pouco”;

- Chefe Beto acordou, abriu a barraca, levou um susto, tinha um cão de guarda dormindo bem na frente da sua barraca;

- Kiko quase perdeu o café de domingo;

- Dizem que o Kiko só voltou para o café da manhã só por causa do Salame;

- Chefe Bet o encheu os bolos do Crocante da Dona Geni para a volta;

- Chefe Pedroso em algumas fotos não aparecia, mas sua bicicleta sim;

- Chefe Ângela não andou um metro de bicicleta, mas fez questão de tirar fotos nas bicicletas;

- Lucas e o Luiz se impressionaram com a “idade” da bicicleta do chefe Pedroso;

- Quase todos os anos o Sr. Leandro “ganha” presentes do grupo, já teve apito, lenço, placa, este ano ganhou um Forte Abraço e um rolo de sisal;

- Mais uma vez sobrou uma “cueca preta” do acampamento;

 

Participantes de bicicleta

André Reis

Diogo Dal Castel

Eduarda Raiane

Elias Brum da Luz

Gabriel Rohr

Gustavo Bugs

Guston Ries

Isabela da Silva

João Pedro Pereira

Kauã dos Santos

Leonardo Piovesan da Silva

Lucas Papke de Freitas

Luiz Henrique de Rocco

Nathália Pedroso (só na ida)

Patrick Goulart Pavan

Rafaela Gisch

Samira Pimentel

William Oliveira Moura

 

Adultos de Bicicleta – ida e volta

Ch. Beto

Ch. Martin

Ch. Pedroso

Eliseu Rohr- Pai do Gabriel Rohr

 

Carros de Apoio - ida e volta

Ch. Marlene Cólvero, Felizardo Sautier e Luan Schneider

Kiko Ries

Luciane Pedroso (só na ida)

Chefe Ângela Moura e o Lobinho Vinicius

Alisson Moura ( com a camionete do Chefe Jota)

Voltar