21/02/2016
Raid de Aventura Sênior - Gramado / Caxias do Sul

Raid de Aventura Sênior - Gramado / Caxias do Sul

A Tropa Sênior participou nos dias 19, 20 e 21 de fevereiro da Festa da Uva em Caxias do Sul e do Raid de Aventura, entre as cidades de Gramado e Vila Oliva/Caxias do Sul.

Preparação da atividade

Esta atividade é resultado da campanha financeira organizada pela Tropa no final de 2015. Durante a Cantata Natalina a tropa organizou a venda de espetinhos, com o lucro, foi possível a ida de todos para o acampamento. Esta pratica deve se tornar rotina, pois a tropa já está pensando na sua nova campanha financeira, com novo acampamento a vista...

Saída

A atividade inicio as 9:00h do dia 19, com saída do Posto Assunção (ao lado da rodoviária), o transporte foi feito pela empresa RM Turismo.

Shopping

Ao meio dia foi realizada uma parada para almoço no shopping de Lajeado, esta parada não estava planejada, mas foi muito divertida. Cada sênior pode escolher onde comer, alguns de fast food, outros de comida, todos com a idéia que seria preciso comer bem, pois o final de semana seria bem puxado. Após o almoço a tropa inteira foi para o fliperama, onde foram feitos muitos jogos.

Festa da Uva

A tropa participou do primeiro dia de abertura ao publico da tradicional Festa da Uva em Caxias do Sul. Logo na entrada todos ficaram admirados com o tamanho e beleza da festa, fomos  muito bem recebidos, com abraços e boas vindas pela equipe de recepção no pórtico da festa.

A festa proporcionou diversas atrações; logo de entrada fomos a Locomotiva Azul, atração patrocinada pela Caixa Federal, onde era possível ver o surgimento e desenvolvimento da cidade de Caxias, no final todos ganharam um suco de uva e na embalagem uma foto tropa, que vai ficar de recordação na sede.

Visitamos a feira comercial, museu do vídeo game, agricultura familiar, replica de Caxias antiga, espaço do imigrante, e é claro a atração principal: Palácio das Uvas, onde era possível comer uvas a vontade e de graça, a tropa se fartou de uvas de excelente qualidade e bem geladas. Ainda foi possível conhecer a corte da festa, com a rainha e as princesas.

Saímos da festa passado das 20:30h, ficamos a tarde inteira e mesmo assim não conseguimos ver todas as atrações, todos ficaram com vontade de voltar na próxima edição.

Gramado – Inicio da atividade

Chegamos à cidade de Gramado passado das 22h, fomos direto a rodoviária da cidade, que era o local de inicio do Raid de Aventura Sênior. Logo de inicio, após as apresentações, deu inicio a competição. A atividade se consistia em uma jornada de 30 km do centro de Gramado ao Distrito de Vila Oliva – Caxias do Sul, para se orientar no percurso cada patrulha ganhou um mapa. Durante o percurso teriam 23 bases, todas em códigos, como Morse, zenit polar, semáfora, Julio Cezar, entre outros. As bases refletiam conhecimentos escoteiros e lógicos, exigindo muito dos participantes.

Noite de sexta-feira

A primeira parte do desafio foi do centro da cidade a um distrito, percurso de aproximadamente 7km, todos ficaram encantados com a beleza da cidade. No caminho fomos parados por escoteiros da cidade, que convidaram para que no futuro conhecer o grupo. As bases desta noite foram de nos até a confecção de uma luminária. Terminamos o trajeto por volta das 3:00, a pernoite foi em uma cancha de bocha, como muitas patrulhas chegaram antes, não tinha mais local para todos, acabamos ficando em uma descida, o que não foi muito agradável, mas as horas de sono foram ótima para enfrentar o que estava pela frente.

Sábado de manhã

A alvorada foi as 7:00, todos de pé foi o momento de comer bem e se preparar para o resto do percurso, esta etapa foi de muitas descidas íngremes, um ingrediente ao que viria a seguir, subidas... Ao todo foram 8km de belas paisagens, realmente um local muito bonito, as bases também exigiram muito conhecimento dos participantes. Terminamos o percurso pro volta do meio dia. O fim do trajeto era um uma bela ponte metálica, a Ponte do Raposo, em um rio muito bonito.

Sábado de tarde

Após o almoço, feitos de forma improvisada no chão da estrada, tivemos algumas horas para descanso. Para quem tivesse coragem era possível descer a ponte de rapel, uma altura de aproximadamente 20 metros. Depois do rapel ainda foi possível tomar banho de rio.

Após a largada das atividades da tarde era hora de encarar as subidas, e que subidas! Local muito íngreme e difícil, apesar de ser um trajeto de apenas 5km foi muito cansativo, parecia que as subidas não acabavam nunca, era quase necessário cordas para enfrentar alguns trechos.

Nesta parte do percurso, talvez pelo forte calor aliado as subidas íngremes, a Ch. Salete passou mal, sendo necessário atendimento médico, como era um trecho muito difícil e não se conseguia contato com a equipe de apoio foi necessário uma carona até o próximo local de parada. A chefa se recuperou rápido, acabou ficando tudo bem apesar do susto.

Noite de sábado

O pernoite foi realizado na igreja da comunidade bem-te-vi, local que ficou famoso em 2012, quando foi roubado o sino da igreja. A pequena capela é toda feita de pedra, muita bonita.

A janta foi lentilha e massa, muito boa para acabar com a fome de todos. A alvorada foi as 4h de domingo e a saída as 5h.

Domingo de manhã

A ultima parte do percurso foi muito tranqüila, com poucas subidas, em um trajeto de aproximadamente 7km, terminando em Vila Oliva. Foi realizada muito rápida, as 9:30 todos já tinham finalizado.

Após o encerramento fizemos uma parada na piscina publica de Vila Oliva, um local muito interessante, feito do represamento de um córrego. A saída em direção a Carazinho foi às 11h de domingo, com direito a parada para almoço em uma churrascaria.

Fatos:

- Como a atividade não valia premiação foi um treinamento de luxo, todos estão craques em códigos e enigmas.

- Gramado é realmente muito bonita, alguns seniores não queriam mais participar da atividade, queriam ficar na cidade.

- Os carros só servem para levar poeira as nossas narinas – Salete

- O Kemmerich caiu um belo de um tombo no final da jornada.

- A Salete deu um belo de um susto em todos, ficou mal, segunda ela por causa da pressão.

- Tem gente que nunca mais quer ver massa ou lentilha.

- Paola, cadê a Paola?

- A noite parecia que tinha um trator vindo em nossa direção! Mas era um tratorzinho! O João nem sabia que roncava.

- Parece que a Tauana perdeu o medo de água.

- A Tropa Sênior não desiste nunca! Foi uma das únicas que levou a sério toda a atividade, fazendo todas as bases.

- O Kapp levou a Paola nas costas por mais de 700 metros! E sem poder encostar uma única vez no chão.

- Alguma coisa não cheirava nada bem na jornada. Sábado de noite que se descobrir que o ovo da Patrulha Killimanjaro, necessário para uma das bases, estava estragado. Pobre do André que carregou o ovo podre o percurso inteiro.

- O ovo da Patrulha Eiger recebeu até nome, que o Gutton tinha na ponta da língua, mas nunca sabia. Pelo menos a Rafa cuidou com muito carinho do coitado.

- A Salete foi a primeira a querer ir no rapel, a Paola perdeu o medo e foi a ultima, parabéns para as duas!

 

Participantes:

André Reis

Gustton Ries

João Vitor dos Santos

Lucas Kapp

Nathália Pedroso

Paola Vianna

Rafaela Vieira

Samanta Dalsasso

Tauana Lira da Silva

Wellington Schumann

Chefia / Diretoria

Carlos Alberto Dal Castel

Jonathã Kemmerich

Salete Martins

Voltar