07/09/2015
Jornada Pistas e Trilha
No dia 7 de setembro foi organizada, para alguns graduados, a Jornada de Pistas e Trilha.
A prova é traçar e seguir pistas. Os participantes devem traçar e seguir as pistas numa jornada de alguns quilômetros parte em meio urbano e parte em meio rural.
A saída foi às 9:30 e o final do percurso foi alcançado às 13:45 (a previsão era para chegar às 12 horas).
O local escolhido foi o mesmo das jornadas anteriores, saindo da  Praça Brasil em direção ao Cemitério Católico, na Colônia Dona Julia, descendo até o campo do Flamengo, dando toda a volta e saindo na Faixa Velha em direção ao centro da cidade, até alcançar novamente a Praça Brasil, num percurso de 12 Km.
Os participantes foram divididos em duas equipes, sendo que primeira equipe foi traçando os sinais de pista até o Campo do Flamengo, e a segunda equipe seguindo os sinais, e fazendo as anotações. 
Lá, após um descanso de 20 minutos, houve o revesamento e a segunda equipe foi sinalizando o caminho e a primeira equipe descobrindo o percurso, até o Final da Pista.
Chegando no cemitério, a escoteira Samira teve de retornar, por problemas familiares, sendo que a Marga e a Tere retornaram com ela para lhe dar carona até em casa.
Durante o percurso os escoteiros tiveram de decifrar dois enigmas.
No retorno, quando todos estavam muito cansados, pelo trajeto e pelo sol, passaram em frente à casa da avó da escoteira Luíza, e sua mãe já estava esperando com jarras de água geladinha.
Foi o combustível que todos precisavam para terminar bem a jornada.

Umas e Outras

- Uma submonitora perdeu o arganel logo depois do Flamengo. Não notou. Depois perdeu o lenço. Também não notou. Só viu que estava sem lenço perto do final da jornada. Eita !
- Uma monitora se esborrachou no chão, novamente. Uma chance para adivinhar!
- Um escoteiro ainda não sabe o que são Sinais de Pista. Explico: sinais de pista são para que uma equipe oriente o caminho para a outra equipe que não está vindo junto, de modo que todos cheguem no mesmo local. Não servem para decifrar sinais escondidos. Traçar e Seguir. É um modo de orientação e não uma charada.
- A primeira equipe deixou um objeto para a segunda equipe identificar. Frustrou. A equipe não localizou. O objeto ficou. Era uma piranha muito valiosa e querida; ficou!!
- Chefe Beto quase teve de nadar atrás do canetão que caiu na sanga. Mas conseguiu reaver. Só que ... não escreveu mais!
- Muito interessante uma autorização recebida. Inédita. Autorizo Fulano de Tal a participar da atividade, mesmo tendo sido avisada hoje, às 8:00 da manhã. Mais um Eiiiita !
- Teve escoteiros que não tiveram refresco. Assim que chegaram em casa, exaustos, tiveram de ir prá aula ou fazer trabalho escolar. 
- Terminada a Jornada quase todos os escoteiros sacaram da lista de provas e já pediram a assinatura e validação.
- Chefe Beto apareceu por lá apenas para levar o Diogo, e resolveu acompanhar a Jornada. Ainda bem.
- A Margarete (mãe da Paola) e a Tere (mãe do Léo Weisheimer) também foram levar os filhos e resolveram acompanhar a jornada. Ainda bem também. Foram de grande ajuda, como sempre.
- Apenas o Diogo e a Julia seguiram as orientações do chefe Jota e levaram cobertura na jornada. O Diogo levou na cabeça e a Júlia comeu durante o descanso.
- A cobertura da Júlia deixou todo mundo com água na boca; mas ela não dividiu, só com a Paola. Que puxa-saco!
 
Fotos na Galeria de Fotos do site
 
Participantes: 

Equipe 1 

Gustton Ries
Paola Vianna
Diogo Dal Castel
Milena Rauber Ross

Equipe 2

Lucas Kapp
Gabriel Barden da Silva
Samira Pimentel
Julia Zanrosso Vieira
Leonardo Weissheimer

Adultos 

João Kressin
Regina Sincas
Beto Dal Castell
Margarete de Quadros (Paola)
Tereza de Paula (Léo)
 

 

Voltar