25/04/2015
Acampamento Distrital em Carazinho

A Tropa Sênior do Grupo Escoteiro Cônego Sorg, participou nos dias 25 e 26 de abril, do Acampamento Distrital promovido pelo Grupo escoteiro Levino Jungs. Realizado no Parque Vali Albrecht em Carazinho.

A saída para a atividade foi feita as 07:30 da manhã em frente ao Posto do Baixinho, onde a Tropa Sênior e a chefia se reuniram para seguir juntos até o local do Acampamento. Logo na chegada começou os preprativos para o campo, com montagem de toldo e barracas.

Por volta das 9:00 foi realizada a abertura oficial do evento, que contou com cerca de 500 escoteiros de 10 grupos da região, uma bela participação, se fez presente na abertura o Presidente Regional dos Escoteiros do Brasil, Sr. Marcio, que não pode comparecer em Carazinho ano passado em atividade Regional aqui realizada, mas agora vem para atividade Distrital, coisas de UEB.

Após a abertura o campo foi dividido por Ramo. O Ramo Sênior começou a montagem das jangadas que seriam utilizadas a tarde, nossa Patrulha foi a primeira a finalizar a montagem, que foi muito elogiada e até copiada. Após seguimos para o almoço, como eramos os primeiros não pegamos as enormes filas que se seguiram, a comida estava muito boa, a Salete não gostou.

Logo após o almoço, susto! uma das boias da jangada furou, toda a patrulha conversando ao lado e de repente furou, foi um corre corre pra achar outra e substituir.

O trajeto até o ponto de largada da jangadagem foi feito apé, todas as patrulhas seguiram em fila, cada uma carregando a sua jangada, um percurso curto, mas mesmo assim alguns já chegaram cansados. O ponto de largada era o mesmo da atividade feita na semana anterior, só que com um detalhe, como choveu muito durante a semana o rio estava muito cheio, mas muito cheio, segundo o Ch. Beto estava com 1,5 metros a mais do que a outra semana, para um rio pequeno e com muitos galhos faz muita diferença.

Na largada muita diversão para a chefia, como a atividade era por tempo, as patrulhas saiam correndo desesperadas, porém, como tinha muita lama na beira do rio eram quedas e mais quedas, parecia uma corrida no sabão, algumas patrulhas perderam mais tempo passando a parte embarrada do que na jangada. Quando entrava no rio então! Subia na jangada por um aldo saia do outro! Várias patrulhas não saiam do lugar, perderam remos, boias e integrantes já no começo, mesmo assim foi muito divertido (pelo menos pra quem estava olhando).

Pelo meio do percurso, quando a chefia tentava acompanhar os participantes pela borba do rio, se ouvia gritos desesperados, era a Rafaela sua boia tinha furado e ela não sabia o que fazer, mas fale em gritos, se ouvia lá do parque, mas mesmo assim seguio até o final, sorte que o Duwe avisou a Rafa só na chegada que as outras boias também tinham furado.

As duas jangadas do Grupo foram muito bem, chegaram praticamente juntas, em segundo e terceiro colocados, os Sêniores estão de parabéns pelo esforço.

Após a jangadagem, banho. Depois tivemos um bom tempo para descanso, atividades só a noite, o resto da tarde foi livre. Novamente fomos os primeiros a ir pra janta, a Salete não gostou. Como não podia repetir, muitos ficaram com fome.

Após a janta uma divertida corrida de biga, nossa biga foi muito bem feita, com o auxilio do Ch. Beto e Glenio, nem a golpes de facão aquilo desmontava. A Patrulha foi muito bem, ganharam quase todas as corridas, apenas a ultima depois de três desenpates, acabaram ficando com a segunda colocação, mas foi com muito esforço.

Por volta das 22:00 horas foi realizado o Fogo de Conselho. A abertura não deu muito certo, a ideia era colocar fogo em uma corda e a corda acender uma estopa que cairia no fogo, não funcionou, mas a ídeia foi boa.

O Kemmerich ficou responsável pela avaliação das esquetes, cada grupo indicou um chefe para a função. Agora cabe uma crítica, as esquetes do grupo, com poucas exceções, foram muito mal planejadas, pensadas todas na hora, algumas sem fundamento e história. A plateia também não colaborou muito, cada vez que o animador do fogo puxava uma canção ou algo diferente era um silêncio, apenas um lado cantava.

 A esquete apresentada por nossa Patrulha foi muito divertida e elogiada por todos, com uma excelente narração da Rafa foi apresentado a mulher feia, que não era tão feia, se assustou com a feiura do Glenio. Vale também destacar a esquete feita pelo Grupo Escoteiro Tapejara, uma das mais divertidas vistas nos ultimos tempos, realmente muito boa e bem ensaiada, acabou levando o Trófeu de melhor esquete.

Pela manhã, a alvorada para o Ramo Sênior foi cedo, as 6:30, fomos reto para o café, a Salete não gostou.

Logo após as Patrulhas saíram para uma corrida de orientação, onde foram utilizados conhecimentos de bússola e de metragem. O percurso se estendia até uma granja, onde seriam realizadas as bases, por volta de 4 KM. Como a Chefia teria que ir até o local também, todos tentaram pegar uma carona com a camioneta do Glênio, foi tanta gente que os pneus foram para o chão, todos tiveram que descer.

As bases da manhã estavam muito boas: Tiro ao alvo, conhecimentos de nós, briga de cotonete, Kim voador, medição da largura de um lago, Lanserote (cortar um tronco), estilingue humano, medidas de água. Após as bases, todaos volatram até o Parque.

Na chegada ao Parque já foi liberado para o almoço, a Salete não gostou. Após, a tarde foi livre, hora de desmontar acampamento e esperar a entrega da prêmiação.

A Patulha Killimanjaro acabou em Terceiro Lugar. Algo para ser muito comemorado, eram 16 Patrulhas, ficar com o terceiro lugar sendo o primeiro acampamento é uma conquista, lembrando que três dos quatro membros acabaram de passar para o Ramo, sendo este o primeiro acampamento como Sênior, terceiro lugar é o ínicio de uma bela caminhada no Ramo.

Curiosidades:

-          Algumas Patrulhas levaram uma aula de como fazer jangadas, ficaram observando para fazerem igual.

-          Dizem as más línguas que a Salete ficou com cíumes que estavamos comendo uma comida que não tinha sido feita por ela.

-          Pobre Glênio, já está sendo contratado para dar susto nas pessoas.

-          A Rafa está com a voz treinada, durante a jangadagem se ouvia os gritos a quilômetros.

-          Até hoje o Duwe está pensando em como montar o toldo.

-          Na granja onde foi realizada as bases do domingo tinha um lindo cachorro, que fez sucesso, ele era completamente sego, não tinha os dois olhos, mas era incrível a sua habilidade e orientação.

-          Na mesma granja tinha um pônei que sehundo o caseiro tinha 40 anos.

-          Na chegada a granja a Salete começou a a gritar desesperada. Tinha uma vaquinha dentro do quiosque! Todos se olharam e começaram a procurar a vaquinha. Então a Salete começou a falar e a Vaquinha tá vindo pra cá, se agarrou na Kenia, mas todos procuravam a vaca e não viam. Até que perceberam que a vaquinha que a Salete falava era na verdade o cachorro!

-          Tivemos bons duelos na briga de cotonete. Kenia X Salete. Kemmerich X Glenio.

(por Kemmerich)

Participantes

Patrulha Killimandjaro

Duwe (monitor)

Welllington

Rafa

Tauana (Sub)

Chefia

Beto

Salete

Kemmerich

Kenia

Diretoria

Paludo

Glenio  

Voltar