16/06/2013
Acampamento Lobinhos - Capão do Leão

A Alcateia de Lobinhos do GE Cônego Sorg acampou neste final de semana. O acampamento foi realizado no Sítio Capão do Leão, gentilmente cedido por Luiz Fernando Pasquetti.

Os deslocamentos foram realizados em ônibus fretado da Empresa Glória, sem custos aos lobinhos.

Chegando no local, os lobinhos, com a ajuda dos velhos lobos, descarregaram o ônibus (que não conseguiu entrar até a sede da granja), e encontraram o melhor local para montagem das barracas. Depois disso, foi feito o hasteamento da Bandeira Nacional.

No sábado à tarde foi basicamente isso: deslocamento, separação de equipes e montagem das barracas, afinal, sãos os próprios lobinhos devem montar suas barracas, com a supervisão dos velhos lobos.

As 4 equipes escolhidas foram: Ouro, Power Lobos, Mogli e Lobos de Guerra.

Antes de cair a noite, todos desceram até o primeiro mato para fazer um reconhecimento e depois disso foi aplicado o jogo Aproximação Sem Ser Visto.

O jantar foi carreteiro escoteiro, preparado pelo Moisés e Paludo. Enquanto o jantar estava sendo feito, os lobinhos prepararam as esquetes do Fogo de Conselho e ensaiaram as canções. O tema proposto pela Akelá Regina foi “O Contador de Histórias”.

O Fogo de Conselho foi armado pelo Paludo e Adriano e o local escolhido com a ajuda do Pasquetti foi muito bom, numa baixada que não pegava vento. Mesmo com pequenos chuviscos o Fogo de Conselho foi desenvolvido até o seu final, com canções, esquetes, e histórias, contadas pela Akelá Regina e pelo Pedro Pedroso, que está começando a fazer parte da equipe de velhos lobos da Alcatéia. O Fogo de Conselho foi encerrado com a Canção da Despedida.

Depois disso, todos partiram para a caminhada noturna no segundo mato. Lá, os lobinhos corajosamente percorreram uma picada, de 2 em 2, sem lanternas.

Para arrematar a noite, e como a chuva aumentou, tivemos de fazer um jogo noturno dentro do galpão da propriedade, e o jogo foi vibrante Jogo do Chocolate, marcado por muita aflição dos lobinhos e muitas gargalhadas dos adultos. O toque de recolher foi às 2:30.

Alvorada às 7:30, seguida do café e do Hasteamento da Bandeira Nacional e desmontagem das barracas. Depois do café foram feitos alguns jogos, tais como Nove Voltas, Bastão Elétrico, Chefe Manda.

Depois dessa bateria de jogos, os lobos foram para os outros jogos em pontos bem distantes da base central: Falsa Baiana, Túnel, Escada de Nós e Fio de Ariadne. Em cada uma dessas bases era solicitado o grito de guerra de cada equipe.

O almoço foi feito pelo Moisés. Massa com guisado (que ficou muito bom), acompanhado de salada de tomate e repolho, tudo isso regado à  Tang.

Depois do almoço, que foi servido às 13:00, os lobinhos receberam uma mensagem secreta em Zenit Polar. Tiveram de decifrar,  que dizia o seguinte:

Procurem o Luiz Fernando e perguntem como se faz para plantar 4 pinhões.

Além de traduzir, tinham de encontrar o Pasquetti para fazer a plantação dos pinhões. Com a ajuda do capataz Juliano encontraram o Pasquetti lá embaixo, no mato que tem a bomba dagua, e lá plantaram pinhões em caixinhas de leite. Segundo o Pasquetti, essas mudas serão plantadas no entorno da granja, perto da estrada.

O Pasquetti e Juliano (capataz da granja) fizeram suas refeições com o GECS, acompanharam alguns jogos, participaram do Fogo de Conselho, enfim, acompanharam de perto toda a atividade, e gostaram muito do que viram.

A Fernanda, filha do Pasquetti e que tem idade de lobinha, participou do acampamento na equipe Ouro.

Para finalizar o acampamento, mais chuva, mas era a Chuva Doce. Depois a contagem e repartição das balas, todos colocaram seus uniformes para o Arriamento da Bandeira Nacional.

Todos participaram do carregamento do ônibus (que parecia estar mais longe ainda), e voltaram até a sede escoteira cantando canções escoteiras. Na canção do roubo do pão na casa do João e Vomitei no Trem envolveram até o motorista, que se saiu muito bem.

O Mateus Pedroso passou mal durante o acampamento. Agüentou firme até o Fogo de Conselho, mas depois, veio a febre, o hugo, e não deu mais. Foi levado prá casa. Parabéns Mateus pela persistência.

A chuvinha fina e insistente, acompanhada ora de vento ora de frio, foi a marca deste acampamento, mesmo assim, as atividades foram desenvolvidas normalmente.

Num total de 28 lobinhos acampando, havia muitos lobos fazendo seu primeiro acampamento, mas não deram muito trabalho.

Na chegada alguns Pais estavam muito ansiosos, outros com pressa, e outros até mesmo estressados, querendo pegar o filho e o material para ir logo para casa. Felizmente, outros Pais entendem que o trabalho da Chefia e Diretoria é voluntário, e que estão cansados depois de um acampamento de dois dias, com mato, chuva, barro, tosse, frio etc, e pacientemente ajudam a descarregar os equipamentos até o interior da sede escoteira.

 

Classificação:

1º Lugar - Equipe Mowgli

2º Lugar - Equipe Lobos de Guerra

3º Lugar - Equipe Ouro

4º Lugar - Equipe Power Lobos

 

Participantes:

 

Equipe Mowgli

Luana Dallagnol - Prima

Julia Zanrosso Vieira

Camili Bianca Morais

Hariel Souza

Tácito Meira,

Gabriel Rohr

Matheus Pedroso - Segundo

 

Equipe Power Lobos

Mateus Zart da Silva - Primo

Cauê Scherer

Mariane Schneider da Silva

Samuel Eduardo

Guilherme Fioreze

Herick Vasconcellos

Vinícius Fabro Rodighero - Segundo

 

Equipe Ouro

Rafaela Gisch - Prima

Fernanda Pasquetti

João Pedro Sandri

João Víctor Strefling

Carol Magalhães Severo

Gabriele Costa

Samira Pimentel - Segunda

 

Equipe Lobos de Guerra

Mateus Paludo - Primo

Andres Portela Gobbi

Luis Dallagnol

Gabriel Bender da Silva

João Víctor Guimarães

Guilherme Guimarães

Bernardo Guimarães

Henrique Riss de Oliveira - Segundo

 

Velhos Lobos

Akelá Regina Sincas - organizadora

Pedro Pedroso

Marlene Cólvero

João Kressin

 

Diretoria

Moisés Della Mea - cuca

Olmir Paludo - cuca

e

Adriano Dallagnol

Voltar